domingo, 8 de novembro de 2009

[ramon espinosa]

- Gosto de olhar bem fundo pra espelhos que não conhecia.
- Narcisismo?
- Quem sabe? Mas é que sempre tenho uma desconfiança escondida de que eu não sou como os espelhos me dizem.


6 comentários:

Anônimo disse...

Eu também sempre achei a superfície do espelho a coisa mais mentirosa do mundo. Se espelhos não cortassem, eu adoraria mergulhar no meio de um deles, só para ver o que me roubam.

Na casca de limão disse...

e eu gostaria de dizer o indizível e ouvir o inaudito, para saber os nomes dos anônimos que me comentam.

;]

Anônimo disse...

Sei que a sua vaidade requer um invólucro-nome para estas circunstâncias, mas acalme-se. Mais cedo ou mais tarde (creio) você saberá.
Por agora, curta o mistério deste não-saber. :]

Seu admirador secreto,
Anônimo.

Na casca de limão disse...

eita, parafuseta

Metalingüisticamente disse...

eita, rima.

Na casca de limão disse...

"rima" não rima com "eita"