segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

I
a vida cansada de quem foge

[Marc Johns]

- Estranho como é difícil fugir de quem você é...
- Uhum... Acho que, ou cada um procura descobrir quem é logo, ou fica o tempo todo correndo, sem nem saber do quê.


Um comentário:

Phil-between disse...

Creio que a essência da busca é a própria não-busca. Corremos em busca de frases/sentidos delirantes/ressonantes e só verdadeiramente entendível a nós mesmos. Lembro de uma frase:
"Procurar - já não digo conseguir - mas procurar sempre: dar ao transitório a densidade do eterno" A busca é um pouco isto.