terça-feira, 2 de dezembro de 2008

O entrelugar do ruído - II



- Como assim? Que língua?
- É que eu acho que cada pessoa entende o mundo a partir das suas próprias grades de comunicação.  E, se ninguém tenta aprender como ela responde às coisas do mundo e nem ela tenta aprender a falar a língua de outra pessoa, acaba presa.
- ... presa nela mesma.

3 comentários:

Phil-between disse...

Os gênios visionários estariam nesta ou em outra jaula parecida?

(até hoje não consigo compreender como Zaratustra ficou calado por tanto tempo sem enlouquecer...)

Na casca de limão disse...

mas o Zaratustra ficou louco, só que não preso...

[naquela loucura boa do Eros, no Banquete]

Anderson F. disse...

O silêncio é sempre outra forma de palavra...